Posts

5 dicas para não desistir da academia e manter a rotina de treinos com motivação

Algumas dicas são fundamentais para evitar a desmotivação e usufruir de todos os benefícios que os exercícios físicos trazem à saúde e ao corpo

Praticar atividade física é fundamental para melhorar a qualidade de vida e evitar doenças. A prática de exercícios, inicialmente, pode parecer difícil, mas com muita disciplina e dedicação, os resultados serão notórios. Entretanto, quando não há um estímulo, a vontade de treinar acaba e a academia torna-se um ambiente que, provavelmente, não continuará sendo frequentado.

Leia mais

Por que é importante beber água durante o treino?

Quando praticamos exercícios, devemos ter cuidado não só na escolha dos alimentos que colocamos no prato, mas na quantidade — e na qualidade — dos líquidos que ingerimos.

Considerando-se que há perdas significativas de água e sais minerais importantes durante a prática de atividade física, beber água durante o treino deve ser uma ação ainda mais recorrente — inclusive para que a desidratação não traga malefícios ao organismo.

Leia mais

Atividade física no inverno: dicas para não perder o pique nos dias frios

A queda nas temperaturas por todo país faz com que muitas pessoas desistam de praticar esportes. Contudo, há bons motivos para deixar a preguiça de lado e fazer atividade física no inverno.

Sair debaixo do edredom e encarar o treino pode ficar mais fácil seguindo alguns cuidados. Acompanhe o artigo para descobrir como amenizar os efeitos do frio no corpo.

Leia mais

7 dicas para iniciantes na academia

Pela pressa ou euforia, iniciantes na academia podem se esquecer de algumas questões específicas relacionadas à realização das atividades, como a roupa a ser usada, alimentação adequada e o tempo de descanso. Tudo isso acaba impactando no resultado dos exercícios.

Principais pontos de atenção para iniciantes na academia

1. Não deixe de aquecer

Aqueles minutinhos iniciais do seu tempo de treino servem para preparar seu corpo e mente para o desempenho adequado da atividade física, sem o risco de lesões. Além de aperfeiçoar a coordenação motora, o aquecimento acelera o metabolismo e melhora a eficiência das articulações, para que elas aguentem as cargas do treinamento.

2. Com que roupa eu vou?

Para você ficar o mais confortável e seguro, é necessário utilizar roupas confeccionadas com matérias leves, como algodão e Lycra, e que permitam a transpiração, como o DryFit. Isso é importante para evitar o superaquecimento corporal e, também, a proliferação de micro-organismos, que podem causar, além de odores, infecções na sua pele. O tênis mais confortável e adaptado ao seu tipo de treino também é indicado.

3. Treino específico

Há um programa de exercícios ideal para cada pessoa, e isso é definido de acordo com alguns critérios, como fatores biológicos, metas com a atividade física e nível de preparo. Por isso, aquele treino que está dando bons resultados para um amigo seu pode não ser eficiente para você. Aí entra um dos papeis do profissional de educação física, que é capacitado para elaborar um treinamento com foco nas suas necessidades.

4. Squeeze ou garrafinha

Como você já sabe, quando sente sede, é sinal de que o seu corpo já está mais do que necessitado de água. Além de desintoxicar o organismo e transportar nutrientes, a água ajuda a repor “ingredientes” necessários para produzir energia — fundamental para qualquer tipo de treino.

5. Alimentação antes e depois do treino

Esse é um passo quase tão importante quanto o próprio treino para atingir os resultados esperados com a atividade. Uma alimentação adequada garante energia para realizar os exercícios com eficiência e, também, uma boa recuperação muscular pós-treino, que evita o catabolismo (perda de massa magra). Por isso, evitar treinar em jejum e procurar a orientação de um profissional de nutrição para elaborar a dieta ideal para você podem ser boas práticas para alcançar seus objetivos.

6. Atenção ao treino

Aumentar as cargas sem o devido preparo, pular ou mudar a ordem dos exercícios são algumas atitudes que podem comprometer sua saúde e aumentar o risco de lesões. O profissional especializado está apto a zelar por sua segurança nos treinos e dar as orientações sempre que alguma adaptação no treino for desejada, requisitada ou necessária.

7. Descanso

O sono adequado garante uma boa recuperação e, inclusive, a construção muscular, que é o que vai fazer o seu treino realmente valer a pena em função do ganho de massa. Além disso, também é necessário respeitar o descanso semanal da atividade (deve ser indicado pelo professor), para afastar o “fantasma” do overtrainning, ou seja, da fadiga excessiva causada pelo esforço.

Fonte: Alex Benzal – Portal Ativo (https://www.ativosaude.com/fitness/7-dicas-para-iniciantes-na-academia/)

Conheça sete benefícios de treinar no inverno

O frio chega e a vontade de fazer exercícios some. A disposição dificilmente vence a briga com o termômetro quando as temperaturas caem. O resultado é uma correria danada nos próximos meses para compensar o tempo de preguiça. E o que você nem desconfiava: você está desperdiçando o melhor período do ano para ganhar saúde e dar um gás no emagrecimento. “O treino no inverno traz mais resultados para o emagrecimento que no verão, caso o seu corpo já esteja acostumado aos exercícios”, afirma o educador físico Daniel Gusmão, da academia K2, de São Paulo. Confira quais são os motivos que precisam ser lembrados na hora de abandonar o edredom e calçar o tênis.

Leia mais

É importante fazer pausas entre os treinos?

Existem muitas razões para impedir o alcance do objetivo com a prática de exercícios físicos. Não treinar de forma intensa o suficiente, alimentação inadequada, lesões internas e demasiado estresse externo provocado pelas situações do cotidiano contribuem para a não obtenção de bons resultados. Além disso, por mais que não pareça, não realizar pausas entre os treinos é um dos principais fatores que dificultam a perda de peso e que fazem com que os músculos não se desenvolvam como gostaríamos.

Leia mais

Lesão no ombro: entenda por que acontece e saiba como evitá-la na musculação

Não é difícil conhecer alguém que já tenha se lesionado durante a prática de algum esporte ou durante treinos comuns na academia. As famosas contusões, luxações, torções, distensões musculares e fraturas podem ter diversas causas, desde negligência e excesso de vontade por parte do atleta, até distúrbios patológicos. Grande parte das lesões são sentidas na região lombar, no joelho e nos ombros.

Leia mais

Como o treino na esteira pode ser útil

Conciliar a corrida com as obrigações do dia a dia pode ser difícil para o atleta amador. Muitas vezes, a falta de tempo deixa como única saída o treino na academia, onde a esteira é sinônimo de monotonia para muitos corredores. No entanto, a esteira pode ser útil para o treinamento e até ajudar na melhora de performance.

Leia mais